Com tecnologia e agilidade, startups ajudam a estruturar o varejo digital

Com tecnologia e agilidade, startups ajudam a estruturar o varejo digital

Digiqole ad

Com as portas das lojas fechadas, varejistas de diversos tamanho entraram em um beco sem saída: era necessária uma modernização rápida para estancar a perda de receita. Para dar conta do boom de estruturação digital, o varejo tradicional recorreu a startups especializadas, que atuam nos bastidores com tecnologia e agilidade em diferentes processos da compra online.

Uma das empresas que está sob o holofote desse movimento é a curitibana SmartHint. Fundada em 2017, a startup foi comprada no mês passado pelo Magazine Luiza, companhia que vem investindo pesadamente em digitalização – o valor da aquisição não foi revelado.

As startups de varejo, chamadas de “retailtechs”, bateram recorde de aportes no primeiro trimestre deste ano: foram US$ 437 milhões investidos, um total 650% superior ao movimentado no mesmo período de 2020, segundo a empresa de inovação Distrito. O valor também é 2.000% maior se comparado aos três primeiros meses de 2019. Fonte: Estadão Conteúdo

Artigos relacionados

Deixa um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *