DaTaPort, o novo banco de dados do setor portuário da ATP

DaTaPort, o novo banco de dados do setor portuário da ATP

Digiqole ad

A ATP (Associação de Terminais Portuários Privados) lança hoje o DATaPort – novo banco de dados do setor que reúne números e estatísticas em uma única plataforma online. O objetivo da ATP é oferecer mais facilidade na busca pelas principais informações sobre logística e investimentos nos terminais portuários privados. A ferramenta de pesquisa tem fácil navegação e está à disposição do setor e da sociedade no site da associação . O DATaPort também pode ser baixado para smartphones na versão Android e, em breve, na versão iOS.

O novo banco de dados da ATP, possui visualizações interativas e recursos de business intelligence com uma interface simples e funcional. Um dos grandes diferenciais da ferramenta é incluir ainda dados de investimentos e estruturas dos TUPs (Terminais de Uso Privado), como áreas, infraestrutura, acesso e calado, em suas diversas instalações pelo país.

“Temos um grande volume de dados do setor que ficava disperso em várias fontes públicas diferentes. A ideia da ATP foi compilar todas as informações em um banco de dados com um mecanismo de busca ágil e que ofereça ao usuário um panorama do setor em diversos aspectos, como tipos de carga e regiões do país. O DATaPort pode ser visto como um hub qualificado de informações sobre o nosso setor”, explica o diretor-presidente da ATP, Murillo Barbosa.

O DATaPort oferece pesquisas personalizadas, de acordo com a necessidade do usuário do banco de dados. A busca pode ser feita por tipo de instalação, região, unidade da federação, zona de praticagem e perfil de carga. Todas essas possibilidades podem ser aplicadas por meio de filtros na pesquisa, que gera gráficos e informações visuais aos interessados, de forma pontual, rápida e dinâmica.

De acordo com a diretora-executiva da ATP, Luciana Guerise, o banco de dados reúne informações de fontes oficiais, como ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), SNPTA (Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários) do Ministério da Infraestrutura, Ministério da Economia, Secretaria Receita Federal e outros órgãos do Governo.

“O Banco de Dados é fruto de um longo trabalho da ATP, idealizado há alguns anos. Agora conseguimos torná-lo viável e disponibilizar esse importante serviço para o setor, imprensa e sociedade em geral. Informação sobre o setor é sempre um ativo de grande valor agregado” afirma Murillo Barbosa. “Vale destacar que o DATaPort é um organismo vivo, ou seja, será atualizado e revisado constantemente”, ressalta.

O próximo passo da associação é disponibilizar a ferramenta no formato de aplicativos para smartphone, nas versões iOS (Android já disponível no GooglePlay). Acesse agora o DATaPort da ATP e navegue pelas principais informações do setor portuário brasileiro.

Artigos relacionados

Deixa um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *