BBM Logística oferece soluções para importador e exportador

BBM Logística oferece soluções para importador e exportador

A escassez de contêineres e o comprometimento dos níveis de atendimento do transporte marítimo internacional continuam sendo uma preocupação para importadores e exportadores, uma vez que, eventos imprevistos acabaram tendo um efeito dominó na cadeia de abastecimento, e, consequentemente, no comércio local. Neste contexto, após quase dois anos do início da crise, causada a pandemia de Covid-19, a diminuição de contêineres disponíveis no mercado ainda causa impacto no transporte global.

Segundo um levantamento da Confederação Nacional da Indústria, no início do segundo semestre de 2021, dentre 128 empresas e associações industriais consultadas, mais de 70% relataram sofrer com a escassez de contêineres ou navios, sendo que um dos principais motivos da falta deste artigo está relacionado à alta demanda nos grandes portos exportadores, em regiões como Ásia, Estados Unidos e Europa, que por serem mais rentáveis, comparados a países como o Brasil, atraem os armadores marítimos.

Segundo analistas ligados a este segmento, para 2022, apesar das novas e possíveis ondas de reinfecção provocadas pelo coronavírus, já é possível ver uma melhora no cenário econômico na cadeia de suprimentos. Mas ainda assim, é necessário estar atento a três padrões que o setor pode enfrentar:

  • Problemas com navios porta-contêineres nos principais portos até o próximo ano.

Tal fato pode acontecer em virtude do congestionamento e dos atrasos de entregas marítimas, o que pode causar um problema global da cadeia de suprimentos, contemplando questões que vão desde a mão de obra portuária até a movimentação de mercadorias para fora dos portos para depósitos.

  • Empresas deveram priorizar investimentos em tecnologia de qualidade e relacionamentos colaborativos com fornecedores de serviços de logística.

Aqui, os operadores logísticos que deverão ser escolhidos nesse momento precisam suprir as necessidades de um momento atípico, oferecendo soluções como capacidade de frete, saúde financeira e andamento da custódia, além de visibilidade em tempo real do estoque em trânsito.

  • Tendências globais da cadeia de suprimentos com duração de longo prazo.
  1. Permanência de custos altos dos fretes marítimos e aéreo.
  2. Aumento dos níveis de estoques em trânsito.
  3. Contratos de frete serão cada vez mais executados em prazos mais curtos.
  4. Expedidores continuarão a expandir o uso de transportadores comuns não operacionais de navios (NVOCCs) e fornecedores de logística terceirizados (3PLs) para garantir uma capacidade de frete mais confiável.

Diante desse cenário, a BBM Logística, um dos maiores operadores logísticos do modal rodoviário do Brasil e do Mercosul, continua promovendo ações e soluções para auxiliar os importadores e exportadores a reduzir os impactos do transporte internacional como a escassez de contêineres que segue ocorrendo mundialmente.

Através das ferramentas de tecnologia para gestão a vista, parcerias estratégicas com os armadores e equipe interna de engenharia, a companhia direciona a reutilização dos contêineres da importação para a exportação, viabilizando a continuidade das vendas ao mercado externo por parte de seus clientes.

“A cadeia de suprimentos mundial ainda está longe de um patamar de estabilidade, o atual nível de custeio e a deterioração do nível de serviço estão gerando rupturas e provocando toda a cadeia do comércio exterior a ser mais eficiente. Essa forma de atuação nos faz pular etapas e reage mais rapidamente aos desvios dos serviços marítimos. Com isso, maximizamos o atendimento das operações de exportação de nossos clientes.”, explica o Diretor de Carga Lotação (FTL) & Intermodal da BBM Logística, Renan Favero.

Com relação à importação, a BBM Logística explica que consegue oferecer soluções locais para minimizar a situação em que matérias-primas fiquem transitando por diversos portos até chegar ao destino. Segundo a companhia, uma forma de atuação neste sentido é dar ao cliente uma alternativa para que esse produto seja entregue em portos com melhor atendimento do Brasil, assim a BBM antecipa o transporte rodoviário de forma expressa ao cliente, evitando que a fábrica fique parada esperando a matéria-prima.

“Hoje a BBM Logística tem a capacidade de escalonar soluções na logística interna. Com essas ações conseguimos minimizar os riscos de desabastecimento da cadeia de suprimentos dos clientes para um problema que vem acontecendo no mundo inteiro”, afirma o Diretor Executivo Comercial do Grupo BBM, Agapito Sobrinho.

Crédito da imagem: Divulgação

Artigos relacionados

Deixa um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *